segunda-feira, 26 de abril de 2010

O insanidade humana tem limites?

Pelo jeito não tem limites!
Vemos muitas coisas neste mundo que nos faz desacreditar que foram criadas e/ou feitas por seres humanos. Coisas mórbidas, absurdas, assustadoras, dignas de nos fazer sentir vergonha de nos chamar de Humanos.
A mais atual é a tal lei que em tramitação na Uganda que pode tornar um homossexual um criminoso que pode ser levado à prisão perpétua e pena de morte dependendo do caso!
Primeiramente, na minha opinião, pena de morte já é algo que nos remete e muito à
idade da pedra, e outra, a grande maioria caminha para evolução tornando cada vez maiores e válidos os direitos do homossexuais.
Muito foi feito, como exclusão do termo "homossexualismo", que fazia da pessoa que se sente atraída por outra do mesmo sexo portadora de uma doença. Passaram a usar o termo "homossexualidade", até aqui tudo bem.
Depois chegou-se a conclusão que o termo "Opção Sexual" também era errado, já que ninguém em sã conciência "opta" em ser homossexual, sabendo de toda a luta
contra o preconceito e a violência que terá que enfrentar.
Usa-se então o termo "Orientação Sexual". Não é perfeito, mas se encaixa melhor atualmente.
Os homossexuais tem tido vitórias e derrotas na busca e na luta por reconhecimento, dignidade,
direitos, valores e etc. Porém, nem sempre têm cumprido seus deveres.
Não vemos a união dessa dita "minoria" quando se faz necessário, e isso me revolta. Ainda mais porque vivo intensamente cercado de belos exemplares de gays e lésbicas que quando "o caldo entorna" simplesmente "fazem a pêssega".
Voltando ao assunto principal deste post, a tal lei do capeta.
Quer saber minha opinião real sobre isso? Pois bem. Acho que ela será aprovada sim.
A Uganda não será o primeiro país a ter uma lei tão hedionda quanto essa, será apenas mais um dentre tantos.
Pois este é apenas um fator menor que impregna o tão atrasado continente africano.
E na boa? Expressar seu repúdio
publicamente contra essa atitude NÃO É O SUFICIENTE!
As autoridades internacionais precisam fazer mais, se mobilizar contra esse ato que não será apenas uma barbaríe contra os homossexuais e sim contra a humanidade.
E nós, o que devemos fazer? Rezar e esperar?

Um comentário:

Chirifulfly disse...

Nanti, vi a reprise da matéria do Fantastico no Blobo News e fiquei boquiaberto. Que em materia de evolução os africanos pecam feio todos já sabiam, mas regredir com esta lei sem precendentes? É algo que jamais devemos tolerar. E aquelas pessoas ativistas como ficarão? O pior de tudo é que a massa popular aprova. Não tem como não ficar triste com uma noticia desta, são pessoas humanas como nós.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...