sexta-feira, 4 de março de 2011

::: Entrevista Exclusiva "LU GUESSA"

É com muita alegria que faço este post pois sou um fã confesso dessa cantora que tem arrasado com seu Hit "Take A Chance" composto e produzido por ela em parceria com o incrível Top Dj & Produtor Filipe Guerra. Foi demonstrando muita humildade e caráter que Lu Guessa me concedeu essa entrevista o que me deixou incrívelmente feliz. Aproveitando para lembrar que ela estará se apresentando em Sampa neste fim de semana de carnaval, sábado 05/Março na Megga Club e domingo, 06/03 na TOTS da bubu lounge!


01 - Quando e como foi seu encontro com a música em geral?  
 Aos 3 anos de idade eu já expressava interesse pela música, prova disso foi que meu primeiro brinquedo que ganhei foi um piano infantil. Eu tocava ele o dia inteiro...(hahaha, enchia o saco da minha mãe). Bem, aos 11 anos eu já tinha banda montada na escola, participando de festivais estudantis, aos 17 eu tocava profissionalmente na noite carioca com várias bandas. Eu matava aula, ia escondida para os bares tocar, cantar, o que pintasse eu encarava, sendo guitarrista, baixista, cantando... A música já me deu presentes maravilhosos como por exemplo a oportunidade de tocar na Beatle Week em londres, no festival dedicado em homenagem aos Beatles.


02 - O que sente seu coração ao cantar sabendo quão importante aquela melodias ou a letra da música podem ser marcantes para o público?  
Eu me sinto realizada, por ver o brilho nos olhos das pessoas cantando e sentindo a música junto comigo. Fico feliz ao perceber que aquela letra, aquela melodia está tocando lá no fundo de suas emoções. Cantar é uma responsabilidade imensa, mas acho que compor é muito mais, pois é preciso ter sensibilidade e prestar atenção no cotidiano das pessoas, é quase que um estudo para a composição de fato represente o momento daquela pessoa que vai ouvir a canção. 


03 - Você sempre foi cantora de Dance-Music?
 Não. Porém, eu sempre estive nos bastidores de tudo o que acontecia nessa cena...  Eu já cantava sim, porém outros estilos, do Pop ao Rock, que são minhas maiores influências. Mas eu sempre fui antenada na cena da música eletrônica, conheço e tenho um grande acervo desde os tempos remotos da antiga Dance music, que foi muito bem representada no final da década de 90 por rádios como Jovem Pan com o programa "As 7 melhores". Eu tenho bastante conhecimento fonográfico nesta área, o que me ajudou bastante também na evoluçào musical, principalmente a compor.


04 - Como você e o Dj Filipe Guerra se conheceram?
Filipe foi o meu maior presente em 2010. Não só como profissional, mas como pessoa. Me sinto um tanto privilegiada por hoje estarmos juntos trabalhando e não só por isso, mas também por eu conhecer o lado pessoal e ver que ele realmente é um cara do bem, que faz as coisas sem passar por cima dos outros e com honestidade. Mas a pergunta não era essa... (hahaha). Então, a gente se conheceu na OutsideParty, festa  de uma grande amiga minha Fernanda Damm. 
Conheci o Filipe em na festa dela, depois que ele desceu do palco, fui até o no camarim da festa onde havia um piano velho e surrado, daí a Fernanda chamou o Filipe para me apresentar, pediu pra que eu cantasse pra ele, acho que na época eu cantei "My Immortal"do Evanescense e daí o Filipe curtiu minha voz e me convidou pra fazer um single com ele.

05 - Como nasceu o Hit "TAKE A CHANCE"?
Chegando em casa, depois de assistir o Filipe tocar nessa festa onde nós nos conhecemos,  me veio a idéia de "Take a Chance", fiquei cantarolando a melodia na mente, parei pra escrever algumas coisas, daí mostrei via twitter pro Filipe... Só que a estava faltando alguma coisa na música, que eu não sabia o que era... Daí o Filipe mandou umas idéias geniais pra música, que realmente era tudo o que faltava. Daí foi um casamento perfeito de concepções, melodias, letras e assim nasceu o que a gente costuma brincar dizendo que é "nossa filha". Mas de fato é, pois temos um carinho imenso por ela, principalmente porque o público tem aceitado muito bem, Graças a Deus! 

06 - Acredita que a música possa ser tão importante para uma pessoa quanto o ar que ela respira? 
Acredito sim! Para mim a música também é mais importante que oxigênio.(rsrsrs) 
Acho que a música tem uma importância até histórica, podemos ver isso nos os mantras Hare Krisnas, onde as pessoas buscam o encontro com Deus.  Segundo relatos bíblicos, a música é a língua dos Anjos, então acho que essa arte é importante para que as pessoas entrem em conexão com elas mesmas e possam expressar seus sentimentos, emoções e desejos. A música é o portal da libertação da nossa alma.


07 - Dessa safra de cantoras, você é uma das mais novas no mercado, como acredita que deva ser para perdurar em um mercado tão acirrado e concorrente, com nomes poderosos como Lorena Simpson e até mesmo a ex-camargo Wanessa?
Sou do tipo de pessoa que acredita muito nessa frase: A fórmula do sucesso eu não sei, mas a do fracasso é querer agradar todo mundo. Eu acredito no que eu faço, pois é de coração, é com verdade, com emoção e principalmente prazer(uiiiiii rsrs). Eu acho que todas essas cantoras merecem respeito e admiração de seus fãs. Essa nossa vida de artista é semelhante ao reality show BBB, quem decide quem é Diva, quem canta bem, quem é isso ou aquilo são os fãs, não você, não o dinheiro que seja investido em sua carreira.


08 - Te incomoda ser comparada a Lorena Simpson, pelo fato de nascerem pelas mãos do mesmo Dj/Produtor, Filipe Guerra? 
Jamais! Pelo contrário, até faço uma pequena homenagem a Lorena no meu show.  Eu gosto bastante do trabalho da Lorena, inclusive adoraria compor uma música pra ela cantar, ou fazer um dueto... Não tenho problemas quanto essa coisa de comparação, nem mesmo com "Ego". Embora em minha humilde opinião nós tenhamos estilos diferentes, fico feliz com a comparação com um trabalho de qualidade. ;)


09 - Serão seus primeiros shows em São Paulo? O que as pessoas podem esperar dele? Sim, serão! As pessoas podem esperar de mim muita alegria, quero cantar pra Sp, cidade que eu amo e que se eu pudesse moraria fácil! As pessoas podem gritar, beber, se jogar na pista, beijar muito na boca, arriscar aquela cantada no boy ou na girl, curtir com os amigos, ser feliz!!!! Porém com muita responsabilidade hein galera! SE BEBER NÃO DIRIJA E USE CAMISINHA! No mais é isso... Muita diversão, pista lotada e pessoas se jogando!


10 - Para encerrar, quem são seus ídolos na música? 
80/90: Na música eletronica: Pink Madonna, Lady Gaga, Michael Jackson.  No Pop Rock: Queen, Beatles, The Cure, No Doubt, Rush, RadioHead, Depeche Mode, Eurythmics, New Order. 

5 comentários:

Nelson Sheep disse...

Amei a entrevista!

Sou muito, muito, muito fã da Lu...

Essa música tem grande representatividade na minha vida! Sábado e domingo vou perseguir a Lu pelos seus shows em SP... quero morrer de tanto cantar "Take a Chance"...

=D

PASKU disse...

mto bommmmmmmmmmmmm

Johnny Barros disse...

Parabens, excelente entrevista....

Washington Colla disse...

Take a Chance é pura emoção. Essa música me deixa extasiado. É Lady Gaga lá, e Lu Guessa cá! Lu é show!

By William Santos disse...

CARACAS ADORO ESSA MÚSICA, MUITO MASSA MESMO E CONFESSO QUE SOU FÃ DA MESMA, ELA VA ESTÁ AQUI NA ILHA DO AMOR (SÃO LUIS)- MARANHÃO EM UMA BOATE, MAIS QUE PENA QUE NÃO VAI DAR PARA EU IR.


QUERO MUITO COMPRAR O CD DA MESMA OU GRAVAR ESSE HIT.

ABRAÇOS.

WILLIAM SANTOS
EDITOR CHEF DO JORNAL BTTERFLY NEWS.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...